Publicado em 02 de janeiro de 2015 às 08:31

Férias exigem cuidados especiais com alimentação e hidratação



Férias: período de descanso e para muitas pessoas de descaso tanto com a alimentação quanto com a hidratação. Seja na praia ou na casa de campo, geralmente nesta época o cardápio costuma ser mais diverso e cheio de frituras e guloseimas. De acordo com a Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição (CGAN) do Ministério da Saúde, é imprescindível que uma alimentação saudável e equilibrada seja levada a séria durante todo o ano, como recomenda o Guia Alimentar para a População Brasileira. Prefira sempre alimentos in natura (obtidos diretamente de plantas ou animais e não sofrem qualquer alteração após deixar a natureza) ou minimamente processados e preparações culinárias a alimentos ultraprocessados.
 
As férias de fim de ano coincidem com o início do verão e por isso a hidratação tem que ser reforçada nessa época. Tendo em vista o aspecto das mudanças no metabolismo diante o aumento das temperaturas e as mudanças de hábitos alimentares nessa estação do ano, o consumo de frutas, verduras e legumes e água são ainda mais importantes, pois auxiliam na hidratação e reposição de sais minerais perdidos na sudorese. Alimentos como melancia, laranja e melão, bem como saladas cruas, são ótimas opções para esse período do ano, segundo a CGAN, pois têm alto teor de água e por isso aumentam a sensação de saciedade e reduzem a sede. Preparações muito gordurosas e produtos ultraprocessados devem ficar de lado, considerando que são nutricionalmente desbalanceados.

CURTA O H1 NEWS NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

Para evitar a desidratação, comum quando se vai à praia ou locais com muito sol, a ingestão mais frequente de água e sucos naturais sem açúcar também é recomendada. A Coordenação fria que a água é um alimento indispensável ao funcionamento adequado do organismo humano e essencial à vida. Nenhum outro nutriente tem tantas funções no organismo como ela, sendo sua ingestão diária crucial para a saúde humana. A quantidade a ser ingerida pode variar de acordo com a atividade física e com a temperatura ambiente. É importante lembrar que alimentos in natura, minimamente processados e preparações culinárias têm alto conteúdo de água.
 
Outro problema que infelizmente é recorrente durante as férias são as complicações que podem surgir após o consumo de determinados alimentos. Alimentos não corretamente higienizados, utensílios, sujos, insetos e as próprias pessoas podem ser fontes de contaminação. Para assegurar a qualidade da alimentação e evitar riscos de infecções ou intoxicações, os alimentos devem ser escolhidos, conservados e manipulados adequadamente, lembra a CGAN. Por isso é importante ficar de olho nas condições de higiene dos estabelecimentos escolhidos para as refeições. Alimentos devem ser adquiridos em mercados, feiras, sacolões, açougues e peixarias limpos e organizados e que ofereçam opções de boa qualidade e em bom estado de conservação. É importante que alimentos que necessitam de refrigeração fiquem o menor tempo possível exposto à temperatura ambiente.

Fonte: Larissa Domingues / Conteúdo Web





Mural

Mais notícias »

Publicidade






Inicial | Policial | Política | Esporte | Revista | Mural | Contato


Todos os direitos reservados - H1 News