Publicado em 24 de março de 2015 às 10:26

Doenças da infância: Rotaviroses



A rotavirose é uma doença diarreica aguda causada por um vírus do gênero Rotavírus. É uma das mais importantes causas de diarreia grave em crianças menores de 5 anos no mundo, particularmente nos países em desenvolvimento.


A forma clássica da doença, principalmente na faixa de seis meses a dois anos, é caracterizada por diarreia que pode levar a desidratação grave, vômitos e febre alta, além de problemas respiratórios, como coriza e tosse. Podem ocorrer formas leves nos adultos e formas que não apresentam sintomas nos recém-nascidos e durante os quatro primeiros meses de vida.


A rotavirose é transmitida pelo contato fecal-oral (fezes-boca), por contato pessoa a pessoa, através de água, alimentos e objetos contaminados. Há presença de alta concentração do vírus causador da doença nas fezes de crianças infectadas.


O tratamento é baseado na reidratação que pode ser feita com soro de reidratação oral (SRO), soro caseiro, água, chá, água-de-coco, sucos ou isotônicos. Além de reduzir as reservas de água do corpo, o vírus reduz os níveis de minerais importantes, como sódio e potássio. Não é recomendado o uso de medicamentos (antibióticos e antidiarreicos).

 

CURTA O H1 NEWS NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER


A prevenção passa por cuidados com a higiene e a vacinação. Por isso, deve-se seguir os cuidados com higiene pessoal e doméstica. Lavar sempre as mãos com água limpa e sabão antes e depois de utilizar o banheiro, trocar fraldas, manipular/preparar os alimentos, amamentar, manusear materiais/objetos sujos, tocar em animais. Higienizar e desinfetar as superfícies, utensílios e equipamentos usados na preparação de alimentos. Proteger os alimentos e as áreas da cozinha contra insetos, animais de estimação e outros animais (guarde os alimentos em recipientes fechados). Tratar a água para beber e não utilizar água de riachos, rios, cacimbas ou poços contaminados. Principalmente para os recém-nascidos manter o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida. A partir dos seis meses, devem ser introduzidos alimentos saudáveis, e continuar com a amamentação até os dois anos ou mais, pois o leite materno aumenta a resistência das crianças contra as diarreias.

 


Outro ponto de extrema importância é a vacinação dos bebês para prevenir o vírus. A vacina VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano) faz parte do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde e deve ser aplicada a primeira dose no segundo mês de vida da criança. E a segunda aplicação no quarto mês de vida.



Fonte: Gabriela Rocha/ Blog da Saúde






Mural

Mais notícias »

Publicidade





Inicial | Policial | Política | Esporte | Revista | Mural | Contato


Todos os direitos reservados - H1 News