Publicado em 03 de novembro de 2015 às 16:58

Saiba mais sobre sua saúde intestinal



Se a sua única preocupação é a prisão de ventre, atenção! Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o intestino não é apenas responsável pela excreção das fezes. Na verdade, é um dos maiores e mais importantes órgãos do corpo humano.

Em tamanho, só perde para a pele. Entre as principais funções estão a digestão, a absorção de nutrientes e de água.

Para todos esses processos acontecerem de modo adequado, o intestino conta com uma série de bactérias, que juntas somam mais de 100 trilhões de micro-organismos de mais de 400 espécies. Esse conjunto de micro-organismos é conhecido como microbiota intestinal, popularmente chamada de flora intestinal. Porém, nem todas as bactérias que vivem no intestino são benéficas para a saúde. Quando ocorre um desequilíbrio entre as bactérias boas e as ruins, instala-se um quadro chamado de disbiose intestinal, que nada mais é o aumento das bactérias patogênicas e a diminuição das bactérias benéficas.

Entre as principais causas da disbiose intestinal estão a alimentação rica em açúcar e gorduras e pobre em fibras, vitaminas, minerais, etc.; o estresse, a prisão de ventre, o uso indiscriminado de antibióticos e os laxantes, a mastigação inadequada, a alteração do ph salivar, estomacal, intestinal e a queda ou deficiência do sistema imunológico.

 
CURTA O H1 NEWS NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER
 
 
A disbiose intestinal está relacionada a diversos problemas de saúde, como má absorção de nutrientes, cansaço, gases, dificuldades de digestão, comprometimento da mucosa intestinal, além de doenças ligadas ao sistema imunológico, como rinite e outras alergias.

Uma das mais graves consequências da disbiose intestinal é o aumento da permeabilidade intestinal. O intestino possui uma mucosa muito fina para permitir a absorção de nutrientes. A disbiose aumenta essa permeabilidade e isso pode levar para dentro do organismo macromoléculas que não deveriam passar.

O corpo interpreta essas substâncias como um “corpo estranho” e ativa o sistema imunológico, que começa a produzir anticorpos para combater essas moléculas, o que pode levar ao desenvolvimento de doenças autoimunes, alergias e outros problemas.

Como deixar seu intestino mais saudável Uma das maneiras de equilibrar a flora intestinal é o consumo de alimentos probióticos e prebióticos. Os alimentos probióticos são aqueles que contêm micro-organismos vivos que favorecem a saúde quando consumidos em quantidades adequadas. Eles são encontrados na forma de leites fermentados com lactobacilos vivos e iogurtes.

Já os prebióticos são fibras alimentares não digeríveis pelo estômago. Quando vão para o intestino, acabam incentivando a proliferação das bactérias do bem. Os prebióticos mais conhecidos são os frutooligossacarídeos (FOS) e inulina. Os prebióticos são encontrados em alimentos in natura, como cebola, alho, tomate, banana, cevada, aveia, trigo, mel, chicória, cebola, aspargo e alcachofra.

Também é importante regularizar o funcionamento do intestino, evitando a prisão de ventre, assim como não usar laxantes e nem antibióticos desnecessariamente. Outra dica é caprichar na alimentação, consumindo frutas, verduras, legumes, grãos integrais, além de reduzir o consumo de açúcar e gordura.


Fonte: Meu Prato Saudável





Mural

Mais notícias »

Publicidade





Inicial | Policial | Política | Esporte | Revista | Mural | Contato


Todos os direitos reservados - H1 News