Publicado em 02 de março de 2016 às 14:17

Fique de olho na gordura trans



A gordura trans industrial é encontrada principalmente na gordura parcialmente hidrogenada dos alimentos. O consumo desse tipo de substância pode gerar diversos problemas de saúde, como as doenças cardiovasculares. Para se ter uma ideia, esse ingrediente é utilizado no preparo de diversos tipos de alimentos industrializados, como margarinas, biscoitos, snacks, bolos, massas instantâneas, sorvetes, chocolates, pratos congelados e pipoca de micro-ondas. Como o consumo da gordura trans é elevado entre a população, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tem recomendado aos governos a adoção de medidas para fiscalizar e eliminar a substância dos alimentos.


No Brasil, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já determinou que a tabela de composição nutricional dos alimentos comercializados exponha a quantidade total de gordura trans. Com essa informação em mãos, o consumidor consegue escolher o produto que tem a menor quantidade dessa substância. Dessa forma, esse fato também serve de incentivo para que as indústrias reduzam a quantidade desse ingrediente em seus produtos.


Entretanto, a quantidade menor ou igual a 0,2g de gordura trans em uma porção de um alimento é considerada uma quantidade não significativa pela legislação e pode ser declarada no rótulo como “zero”, “0g” ou “não contém”. Esse detalhe permite que o fabricante coloque na embalagem que o produto não tem gordura trans, o que não é verdade, pois se analisarmos o pacote inteiro, o total de gordura trans acaba sendo alto.

 
CURTA O H1 NEWS NO FACEBOOK SIGA NO TWITTER
 

Outro fator importante é analisar a lista de ingredientes. E para não ficar com dúvida, nem toda gordura vegetal hidrogenada é gordura trans. A gordura vegetal hidrogenada é aquela em que são adicionadas moléculas de hidrogênio. Este processo, conhecido como hidrogenação, transforma os óleos vegetais líquidos em gorduras mais consistentes à temperatura ambiente. Quanto mais hidrogênio se adiciona à gordura, mais sólida ela se torna. Portanto, a gordura pode ser total ou parcialmente hidrogenada, de acordo com a consistência que se quer obter. Já a gordura trans tem este nome devido ao tipo de configuração química que pode apresentar.


Mas, infelizmente, aliados ao interesse das empresas em terem lucro e nem sempre se preocuparem com a qualidade nutricional do produto, existem no mercado muitos alimentos industrializados com adição de gordura trans e que possuem um menor preço que aqueles da mesma categoria, sem a adição desta substância. Com certeza, isso influenciará na hora da aquisição do produto.


Muito ainda tem que ser feito para a melhoria dos alimentos industrializados. Mas nada adianta se os consumidores não prestarem atenção nas informações nutricionais do rótulo. A composição nutricional do produto deve ser um dos critérios para a escolha alimentar.


Fonte: Meu Prato Saudável






Mural

Mais notícias »

Publicidade





Inicial | Policial | Política | Esporte | Revista | Mural | Contato


Todos os direitos reservados - H1 News